Aneel propõe reajuste médio de 1,54% nas tarifas da Energisa Sergipe


A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs nesta terça-feira (24) um reajuste médio de 1,54% nas tarifas da Energisa Sergipe. O reajuste médio para os consumidores atendidos em alta tensão, como indústrias, deverá ser de -0,01%.

Já para os conectados em baixa tensão, que inclui os residenciais, o aumento médio proposto é de 2,08%.

A proposta de revisão tarifária apresentada nesta terça passará por consulta pública de 25 de janeiro a 10 de março e, portanto, ainda pode ser alterada. A agência também realizará uma audiência pública presencial em 24 de fevereiro para debater o tema.

Os novos valores devem entrar em vigor a partir de 22 de abril.

A Aneel propôs que o valor do Fator X a ser utilizado nos reajustes da distribuidora, até a próxima revisão tarifária, considerará o componente T de 2,727%, sendo que os demais componentes devem ser calculados em cada processo de reajuste.

O índice fixado pela Aneel tem como objetivo compartilhar com o consumidor os ganhos de produtividade da concessionária por conta do crescimento de unidades consumidoras e aumento do consumo no mercado existente.

A proposta também estabelece novos limites para indicadores de qualidade do serviço. Para os anos de 2024 a 2028, a agência prevê uma redução anual de 3,44% para o DEC, que mostra o intervalo de tempo que cada consumidor, em média, ficou sem energia, e de 4,57% para o FEC, referente ao número de interrupções que cada consumidor sofreu, em média.