Como se sair bem em sua apresentação de dissertação

Nervoso com a apresentação da sua dissertação? Você não está sozinho! Como se escrever uma dissertação não fosse tarefa suficiente, parece quase cruel que você tenha que fazer uma apresentação para ela também. Para muitas pessoas, apresentações orais (ou falar em público em geral) podem ser experiências realmente estressantes. No entanto, a grande maioria dos diplomas exige alguma forma de discussão formal sobre sua pesquisa e, para muitos, isso realmente contará para sua nota. Seja formativa ou somativa, vale a pena olhar para sua apresentação como uma chance de mostrar ao seu departamento do que você é feito e obter um feedback valioso no processo. Então, pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar a arrasar na sua apresentação!

1: Conheça seu público

Para quem você está fazendo a apresentação? Seu supervisor? Outro membro da equipe? Talvez haja alguns alunos ouvindo. É importante que você tenha o público em mente ao criar sua apresentação. Se for para o seu supervisor, você sabe que ele já estará ciente do contexto e do conteúdo da sua pesquisa. No entanto, se houver outros alunos ouvindo, você não pode presumir que eles entenderão tudo o que você está falando. Examine suas anotações e decida se algo precisa ser esclarecido. É muito fácil perder uma audiência se você não explicou adequadamente as circunstâncias de sua pesquisa, mas pode ser um erro simples de corrigir.

2: Escolha e escolha

Outra armadilha fácil de cair é escolher se concentrar nos aspectos errados do seu trabalho. Se você tem apenas dez minutos para apresentar sua dissertação, provavelmente não é viável encaixar toda a sua estrutura em um PowerPoint. Portanto, é uma vantagem para você ser inteligente em termos de quais partes do seu trabalho você escolhe e discute. Se sua apresentação for marcada, é uma boa ideia escolher as áreas de pesquisa e metodologia com as quais você tem mais confiança, pois assim estará mais preparado para as perguntas posteriores. No entanto, se sua apresentação não for avaliada e for mais uma oportunidade encenada de receber feedback, você pode discutir uma das seções sobre as quais tem menos certeza para obter respostas úteis sobre se está ou não no linhas certas.

3: Mantenha-o claro, mantenha-o rápido

Seu departamento deveria ter lhe dado alguns conselhos sobre a duração de sua apresentação. É muito importante que você se atenha a isso. O tempo que foi dado a você foi definido para garantir que você não cometa o maior crime de apresentação de todos os tempos: enrolação. Vagar fora do tópico ou focar em um ponto por muito tempo pode ser extremamente chato para seus leitores, e eles logo perderão o interesse. Da mesma forma, não se apresse em tentar encaixar o máximo possível no seu tempo alocado. Se você não falar claramente, corre o risco de seu público perder algo ou não entender. O mesmo se aplica à sua escolha de palavras; é tentador usar um dicionário de sinônimos para parecer mais inteligente, mas isso tem consequências na clareza do seu discurso. A frase a ter em mente é “Qualidade, não quantidade”, tanto no conteúdo da sua apresentação quanto na escolha das palavras.

4: Ilustre seu ponto

Todos nós já fomos vítimas de uma apresentação em PowerPoint que parece um romance de quatrocentas páginas copiado e colado em cada slide. Novamente, isso é algo a ser evitado para obter uma apresentação clara. Em vez de usar palavras, selecione algumas imagens relacionadas ao seu trabalho. Para alguns, isso pode ser arte ou objetos materiais, para outros pode ser um gráfico ou tabela. Um diagrama de fluxo é uma ótima maneira de ilustrar a estrutura e a metodologia, em vez de usar uma descrição prolixo que preenche um slide inteiro. Afinal, uma imagem vale mais que mil palavras.

5: A prática leva à perfeição

É uma ótima ideia praticar sua apresentação em um espaço em que você se sinta confortável. Ensaiá-la na frente de um espelho ou (melhor ainda) para amigos ou familiares de confiança. Grave a si mesmo para poder ouvir novamente e garantir que está falando claramente e dentro do limite de tempo. Não se esqueça de pedir feedback!

6: Ouça

Por fim, é importante lembrar que toda apresentação tem dois lados: falar e ouvir. Depois de terminar, é fácil relaxar e tropeçar quando você fizer perguntas. Ouça atentamente o que é perguntado, certificando-se de que você entendeu. Peça esclarecimentos se houver algo sobre a pergunta que não esteja claro. Isso também pode lhe dar mais tempo para pensar em uma boa resposta. Sinta-se à vontade para pedir feedback antecipadamente sobre uma área específica. Por exemplo, se você não tem certeza sobre sua metodologia, é útil pedir conselhos específicos sobre isso. Por fim, não se esqueça de receber qualquer feedback sobre a apresentação em si, pois pode ser muito útil na próxima vez que você precisar fazer um.

Boa sorte! Se você ainda está ansioso para fazer sua apresentação, confira nossas dicas de como lidar com a fala diante das câmeras no novo mundo das palestras online.