São Paulo vence o São Bento e se classifica para as quartas de final do Paulista


O argentino Giuliano Galoppo vem se firmando, até de forma surpreendente, como o artilheiro do São Paulo nesta temporada: foi seu gol que abriu a tranquila vitória sobre o São Bento por 3 a 0, em Sorocaba, na terça-feira. Os outros gols são de Pedrinho e Calleri. Galoppo marcou sete gols e voltou a ser o artilheiro do Paulistão, ao lado do corintiano Róger Guedes.

Com o triunfo, o terceiro consecutivo, a equipe do Morumbi garantiu a vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista a duas rodadas do final da fase de grupos. O San Paolo chegou aos 20 pontos e não pode mais ser alcançado pelo Mirassol, terceiro colocado. O São Bento acumula seis jogos sem vencer.

A expectativa era de que o técnico Rogério Ceni poupasse alguns titulares devido ao desgaste físico, mas a única mudança no time titular foi a entrada de Luan no lugar de Méndez na frente dos zagueiros. Mesmo jogando em casa, o time foi lento, com erros de passe e dificuldade de abrir buracos na defesa rival.

O principal problema foi o excesso de jogo no meio. Os meio-campistas (Wellington Rato, Luciano e Galoppo) sempre tentaram jogar no centro quando seria mais fácil abrir o jogo pelas laterais ou tentar lançar mais fundo. Também faltou apoio nas laterais. Com isso, a bola aérea, utilizada em outros jogos, foi pouco utilizada. A primeira finalização saiu apenas aos 23, com Nestor. A jogada mais clara do primeiro tempo é um passe do próprio Nestor para Calleri, que finaliza de cabeça. Impedimento milimétrico sinalizado pelo árbitro de vídeo

Apesar de ter menos tempo de posse de bola, o São Bento foi mais incisivo, com duas chances antes do minuto 20, por intermédio de Marcos Nunes. A estratégia era clara: marcar (três zagueiros e dois volantes) e especular no contra-ataque.

Em um jogo sem fluidez, com muitos erros de passe, pouca criatividade e nada improvisado, o gol só poderia vir de bola parada. Após canto bem batido de Rato, Galoppo completa, após desviar na primeira trave. Foi o sétimo gol do argentino, que agora divide o placar com o corintiano Róger Guedes.

O escanteio com Wellington Rato ganha importância na estratégia do San Paolo. Normalmente a bola é chutada no poste próximo e desviada para quem vem por trás. A jogada funcionou na vitória sobre o Santo André e também na derrota para o Inter.

janela._taboola = janela._taboola || []; _taboola.push({ mode: “thumbnails-c-3×1”, container: “taboola-mid-article”, posicionamento: “Mid Article”, target_type: “mix” });

Embora o São Paulo tenha mantido o controle do jogo, com mais de 70% de posse de bola, o São Bento teve chances de empatar. Na melhor chance do time de Sorocaba no jogo, o zagueiro Ivan chutou por cima após virar o jogo.

Na parte final da partida, o time interno quebrou o esquema com três zagueiros e passou a empurrar a bola para fora. A postura abriu espaço no San Paolo para definir a vitória nos jogos aéreos. Após cabeçada de Nathan, Pedrinho marcou seu segundo, terceiro na temporada. Ele é o vice-artilheiro do time em 2023. Calleri também deixou sua marca com uma bela cabeçada.

A pós São Paulo venceu o São Bento e se classificou para as quartas de final com o Paulistão se apresentando pela primeira vez no Zig Proxy.