O que os futuros líderes podem aprender com as iniciativas de desenvolvimento social de Eyal Edry, Moshe Edree e Rafi Edry

Quais são os atributos que mais definem um grande líder? A maioria das pessoas responderá a essa pergunta com uma lista interminável de qualidades – desde autoconfiança e delegação até honestidade e integridade.

Mas o que diferencia os líderes visionários é sua disposição eterna de se adaptar, aprender, crescer e retribuir às suas comunidades.

Eyal Edry, Moshe Edree e Rafi Edry – fundadores da Associação Ahinoam para a Promoção da Igualdade de Oportunidades – são a prova viva de que tais líderes existem na sociedade de hoje.

Homenagem aos humildes começos

Na década de 1970, Eyal Edry era um vibrante jovem de 17 anos ansioso pela vida além de sua cidade natal, Safed. Ele sonhava em obter um diploma universitário e conseguir um emprego respeitável.

Anos depois, os sonhos de Eyal Edry se concretizaram quando ele abriu várias empresas na África com seus irmãos, Moshe Edree e Refael Edry. Mas a jornada até aquele cume foi cheia de obstáculos.

Depois de deixar a escola para ganhar dinheiro e sustentar sua família, Eyal Edry se alistou no IDF. Mas um acidente em serviço o deixou com uma grave lesão na coluna e o deixou tetraplégico.

O lado positivo é que Eyal Edry teve a chance de ir para a faculdade e se formar em psicologia. Hoje, ele é um líder empresarial de renome mundial conhecido por suas realizações profissionais.

Mas a agonia de uma infância carente nunca deixou Eyal Edry e seus irmãos, Moshe Edree e Refael Edry. Com quase um milhão de crianças israelenses vivendo na pobreza, elas não suportariam ficar paradas e observar as disparidades sociais do país.

Foi isso que os levou a criar a Associação Ahinoam para a Promoção da Igualdade de Oportunidades. Com o nome do pai, a organização lançou uma infinidade de iniciativas para apoiar crianças e adolescentes na periferia de Israel.

Desde mentoria de longo prazo e programas de bolsa de estudos até o desenvolvimento de infraestrutura periférica – a Associação Ahinoam se esforça para criar oportunidades iguais para crianças de origens desfavorecidas.

A busca para aliviar as disparidades sociais levou Eyal Edry, Moshe Edree e Refael Edry a lançar uma campanha de arrecadação de fundos no início da pandemia. Ajudou a fornecer computadores a mais de 30.000 crianças de famílias de baixa renda.

Na ausência da Associação Ahinoam, essas crianças não teriam escolha a não ser abandonar a educação. É particularmente importante, considerando que quase 36% das crianças na periferia rural de Israel nem sequer têm acesso a telefones celulares.

Então, o que os líderes de amanhã podem aprender com esses empreendimentos sociais? Vamos descobrir.

Investir no Desenvolvimento Tecnológico

Com o aprendizado on-line e o trabalho remoto se tornando mais prevalentes, é crucial que os líderes reduzam a divisão digital entre diferentes classes de pessoas. Enquanto as crianças das áreas urbanas têm fácil acesso à internet e aparelhos eletrônicos, o cenário é diferente nas áreas rurais.

Cabe aos líderes reconhecer e resolver essas disparidades. Caso contrário, uma grande parte da juventude crescerá sentindo-se abandonada e ressentida. Isso, por sua vez, pode ameaçar a resiliência social de um país.

Empatia com os jovens

A história de Eyal Edry, Moshe Edry e Refael Edry destaca a importância da empatia na liderança. Apesar de estar em uma posição de poder, grandes líderes entendem as dificuldades enfrentadas por pessoas de diferentes formações.

Considerando que os jovens moldarão o futuro da civilização humana, é importante que os líderes se aprofundem em suas lutas.

A experiência em primeira mão de dificuldades financeiras dá a Eyal Edry e seus irmãos conhecimento suficiente para entender os jovens. Isso, por sua vez, os ajuda a desenvolver soluções eficazes para que os jovens desenvolvam sua perspicácia e facilitem sua inserção no mercado de trabalho.

Ser proativo

O sucesso retumbante da iniciativa de arrecadação de fundos da Associação Ahinoam mostra que os líderes visionários não esperam que os outros ajam. Quando o governo israelense emitiu ordens para o fechamento de escolas, Eyal Edry procurou várias autoridades para buscar ajuda para quase 400.000 pessoas que não tinham acesso a computadores.

Mas ele não deixou a inação do governo levar a melhor sobre ele. Em vez disso, ele se juntou a seus irmãos para convidar doações de cidadãos comuns e empresas. É um exemplo estelar de como os líderes visionários definem o caminho para os outros seguirem.

Permanecendo Fiel às Raízes

A razão pela qual Eyal Edry, Moshe Edree e Refael Edry ainda defendem as crianças na periferia de Israel é que eles não esqueceram suas origens humildes. Eles ainda se lembram da dor de não terem oportunidades iguais devido à falta de recursos financeiros.

A marca de um grande líder é que eles nunca esquecem de onde vieram e como venceram todos os obstáculos em seu caminho para o sucesso.

Conclusão

Eyal Edry e seus irmãos mostraram que não é preciso mover montanhas para mudar o mundo. Os futuros líderes devem se concentrar em trabalhar no nível de base para a elevação da comunidade. Empatia, proatividade e humildade são as características que definirão os líderes de amanhã.